Novidades
segmento de manufatura

Quarta-feira, 1 de julho de 2015
VANTAGENS DE TER UM ERP NA NUVEM

Especialista explica funcionalidades agregadas às empresas ao migrar o sistema de armazenamento de informações para cloud computing.

A demanda por soluções tecnológicas que atendam pontos específicos vem crescendo dentro das corporações. E, em detrimento disso, as empresas já estão atentas a um dos seus maiores gargalos: a hospedagem da base de dados. No entanto, para mudar a forma de armazenagem das informações de forma integrada, cada vez mais se tem ouvido falar sobre a cloud computing.

A cloud computingou computação em nuvem possui todas as características de praticidade, organização e avanço tecnológico quando se trata de arquivar documentos considerados estratégicos. Isto inclui desde fotos digitais e músicas até arquivos de vídeo ou áudio e sistemas empresariais ou ERP.

Do ponto de vista corporativo, manter um ERP na nuvem desponta como solução principal no mercado de tecnologia para a gestão nas organizações. Segundo estimativas recentes da consultoria de inteligência de mercado de TI, IDC, a computação neste recurso deve movimentar, até o fim de 2015, US$ 118 bilhões somente no Brasil.

As funcionalidades para as corporações que passam a utilizá-la são as mais variadas. De acordo com o Diretor Comercial da Mega Sistemas Corporativos, Giovanni Sugamosto, a migração para a aplicação em cloud computing deve ser analisada para não gerar grandes sustos. “As empresas devem pesquisar e entender como funciona a hospedagem em nuvem e preparar seus colaboradores para, enfim, realizar a mudança. Além de proporcionar agilidade quanto à disponibilidade de infraestrutura para a implantação do sistema, o dispositivo é personalizado para atender as demandas específicas de cada empresa. Com acesso seguro de qualquer ponto, por meio da internet, não há necessidade de contratação de banco de dados e da aquisição de servidores para suportar os processos, o que implica em economia nos custos operacionais do sistema” explica Sugamosto.

Ainda segundo Sugamosto, muitas empresas, especialmente as de pequeno e médio porte, possuem custos elevados com infraestrutura de TI. Popularmente conhecidos como “sala de servidores”, estes espaços trazem consigo uma série de gastos mensais como licenças e atualização de softwares; links de internet; manutenção de equipamentos; gastos com energia; refrigeração e, ainda, com honorários de equipe técnica especializada e disponível 24h por dia, sete dias na semana.

“Diante de um cenário como este, o armazenamento na nuvem surgiu como uma alternativa para as empresas usufruírem dos benefícios proporcionados pela Tecnologia da Informação sem a necessidade, propriamente dita, de investir em infraestrutura de TI. Além da redução de custos, algo extremamente essencial para tornar toda e qualquer empresa mais competitiva, a adoção do armazenamento em nuvem traz uma série de benefícios. É o caso, por exemplo, do Mega na Nuvem. O produto, desenvolvido pela Mega Sistemas Corporativos em parceria com a FWC Group, é de fácil implantação, é flexível e pode ser adaptado aos mais diversos ramos de atividade”, informa o executivo.

Abaixo, ele elenca cinco vantagens de ter um ERP armazenado na nuvem:

– Implantação ágil;

– Escalabilidade – característica desejável em todo o sistema, em uma rede ou em um processo, que indica sua habilidade de manipular uma porção crescente de trabalho de forma uniforme, ou estar preparado para crescer;

– Foco no core business;

– Segurança;

– Redução dos investimentos em infraestrutura de TI.

Para saber mais sobre o Mega na Nuvem, acesse www.mega.com.br/cloud.

 


Voltar