Novidades
segmento de manufatura

Sexta-feira, 29 de abril de 2005
ERP Manufatura garante recursos e custos com eficiência

Para a garantia da competitividade no mercado industrial, cada vez mais os empresários procuram ferramentas que lhes possibilitem aumentar a produtividade de suas empresas. Nos ERP´s é encontrado o caminho para este ganho de produtividade.

A solução para indústrias da Mega Sistemas conta atualmente com centenas de usuários e pretende, neste ano, conquistar mais de 600 novos. “Estamos trabalhando de forma agressiva neste ano de 2005, até para podermos aproveitar este bom momento de economia nacional que tem crescido de forma surpreendente”, explica Toninho Fernandes, diretor de negócios do Mega Manufatura.

Atualmente o ERP Mega Manufatura consegue ter total aderência em grande parte das atividades industriais como Metalúrgica, Química, Têxtil, Bens de Capital entre outras. “Os empresários do segmento industrial brasileiro passaram a ter consciência de que o processo de competitividade no novo cenário mundial globalizado passa pela organização e racionalização de seu processo industrial” explica Toninho.

O grande diferencial do produto Mega Manufatura, implementado e estabilizado dentro do cliente, são as otimizações dos volumes de estoques de materiais, “Como o estoque é dinheiro da companhia imobilizado, este item tem sido o tópico que mais preocupa as empresas”, afirma Fernandes. Outro resultado de grande sucesso nos clientes é a otimização de perdas do processo industrial.

Para a implantação da vertical Manufatura o tempo médio em clientes varia muito de acordo com a empresa e sua cultura. “Em média a implantação do Mega Manufatura leva de 4 a 6 meses. Atualmente, as empresas nacionais não têm seus processos industriais documentados, mas sim, na cabeça de alguns de seus profissionais de fábrica, isto é a causa da maior lentidão no processo de implementação, ou seja, documentar os processos industriais”, finaliza Toninho.

A solução Mega Manufatura permite ações como o planejamento de necessidades futuras, capacidade produtiva, controle de estoque (matérias primas, semi acabados, produtos finais), programação das atividades de produção, controle sobre os recursos de cada setor, previsão de prazos para o cumprimento aos clientes. Com isso, garante a competitividade que as indústrias necessitam no mercado de hoje.


Voltar