Novidades
segmento de manufatura

Terça-feira, 8 de abril de 2014
EMPRESAS SE PREPARARAM PARA O eSOCIAL

Combate à sonegação e a redução da burocracia estão entre os objetivos do novo programa.

Outubro deste ano é o prazo final dado para as grandes empresas, com receita anual superior a R$ 78 milhões, se adequarem às exigências do programa eSocial. Já a data para pequenas e médias ainda está indefinida.

O eSocial, sigla para Sistema de Escrituração Fiscal Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas, é o último estágio de implantação do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped). Desde 2007, o Sped tem como objetivo principal a padronização das informações contábeis, fiscais e trabalhistas e a integração dos órgãos fiscalizadores dos três níveis de governo (federal, estadual e municipal).

Entre os principais desafios do eSocial estão o combate à sonegação e a redução da burocracia. O projeto integra todas as informações fiscais, trabalhistas e previdenciárias em uma única base de dados, trazendo ganhos tanto para quem envia, quanto para o Fisco, que poderá cruzar todos os dados e encontrar irregularidades com mais facilidade.

Apesar de não alterar as obrigações previstas em lei, muitos empreendedores ainda temem o eSocial devido a necessidade de investimentos em tecnologia e da alteração de alguns processos internos. Nesse sentido, para auxiliar as empresas que já estão buscando o enquadramento ao novo sistema, a Mega Sistemas Corporativos adequou seu software de gestão para facilitar a adaptação e contribuir com um desempenho ainda mais ágil na rotina das empresas.

“Estamos trabalhando desde setembro de 2013 para apoiar nossos clientes e usuários neste momento que deve mudar completamente o gerenciamento das informações trabalhistas. Mesmo com a prorrogação dos prazos de entrega, é importante salientar que o quanto antes as empresas se prepararem, mais tranquila será a transição para o novo formato do eSocial”, explica Walmir Scaravelli, Diretor Comercial da Mega Sistemas Corporativos.

Durante palestra realizada recentemente na Mega, Jorge Campos, maior especialista de SPED no Brasil, disse que este é um momento fantástico para o mercado. “Algumas empresas ainda estão receosas com o eSocial, mas esse é um movimento que faz parte da evolução. O mesmo aconteceu com a NF eletrônica. Quando começamos a falar disso, as empresas não aceitavam e hoje já temos nove anos utilizando este tipo de nota fiscal ”, esclarece Campos.


Voltar