Novidades
segmento de manufatura

Sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015
EM ANO DIFÍCIL PARA O MERCADO MEGA SUPERA SEUS NÚMEROS

O cenário sentido por outras empresas do setor refletiu um ciclo positivo na trajetória da empresa, que encerrou o período com novas operações e faturou R$ 68,5 milhões, crescimento de 6% em relação ao ano anterior.

2014 foi um ano repleto de desafios positivos para a Mega Sistemas Corporativos. Em agosto do ano passado, a empresa celebrou a fusão das operações com o canal Mega Curitiba e se transformou em uma S.A. de capital fechado. No campo das parcerias adquiriu participações em representações regionais, como o canal Mega Minas, processo que agilizou toda a operação da companhia e contribuiu para prepará-la para um novo ciclo de crescimento.

Apesar da desaceleração da economia brasileira no ano que passou, a empresa, que possui boa parte da sua base de clientes formada nos segmentos de manufatura e construção, resolveu apostar no setor de serviços e obteve um equilíbrio na consolidação dos seus resultados referentes ao período. Em 2014, a Mega atingiu um faturamento de R$ 68,5 milhões, o que corresponde a um crescimento de 6% em relação a 2013. “Um ano de incertezas como foi 2014, e provavelmente também será 2015, sempre está acompanhado da necessidade de estarmos preparados para encarar e buscar saídas para as adversidades. Neste contexto, é extremamente necessário que os empresários busquem melhorar os seus processos de gestão e automatizem as suas operações. Prova disso é que, mesmo com o Produto Interno Bruto (PIB) um pouco acima de zero, os investimentos em TI tiveram crescimento parecido com o dos anos anteriores”, explica o sócio-fundador e diretor de Marketing e Alianças da Mega Sistemas Corporativos, Walmir Scaravelli.

De acordo com Scaravelli, mesmo com o cenário do país os resultados alcançados em 2014 foram positivos. Se os segmentos de manufatura e construção ficaram praticamente estáveis, o de serviços apresentou um crescimento de 32% e deverá ter a sua participação elevada progressivamente nos próximos cinco anos. “Também tivemos um bom crescimento na Consultoria de Processos, uma área criada em 2013 e que apresentou um crescimento de 25% no período. Para este ano, a expectativa é de que ele seja superior a 50%”, complementa o diretor.

O ano também foi marcado pela obtenção de recursos provenientes de um aporte concedido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Liberado no último trimestre de 2014, sua aplicação efetiva ocorrerá no decorrer de 2015. O recurso será direcionado à pesquisa, desenvolvimento e eventuais aquisições de operações, em linha com a estratégia da empresa. “Vale ressaltar que os investimentos efetuados em 2014 foram executados integralmente com recursos próprios. Para este ano, além do montante liberado pelo BNDES, a empresa continuará utilizando seu caixa para aumentar a capilaridade dos nossos canais e também promover o desenvolvimento da nossa área de marketing, investimento, este, importante para ampliar a divulgação da nossa marca”, revela o executivo.

Dentre os planos para 2015 está a o desejo de expandir a presença da Mega para todo o Brasil. “Para os próximos três anos, pretendemos fortalecer a nossa operação no Nordeste e estar presente em toda a região. Ainda no mesmo período ampliaremos nossa atuação no Sul do país, não apenas para as capitais, como também para cidades do interior da região. E, no segundo semestre deste ano, deveremos dar início a nossa primeira operação na Região Norte do Brasil. Tudo isto será possível por meio do nosso modelo de Canais Coligados, estabelecido recentemente, que permitirá que as praças já consolidadas possam desenvolver um trabalho cujo objetivo é ampliar a capilaridade nas suas respectivas regiões. E, por fim, 2015 é um ano extremamente especial para nós: iremos completar 30 anos de atuação no mercado brasileiro, fato que nos deixa orgulhosos por ter, cada vez mais, a certeza de que estamos no caminho certo”, finaliza Scaravelli.


Voltar