Terça-feira, 11 de junho de 2013
Trilha Ecológica

No último domingo, 09 de Junho, amigos, familiares e colaboradores da Mega Sistemas Corporativos participaram de uma Trilha Ecológica para comemorar a Semana do Meio Ambiente. A ação foi realizada em parceria com a Ativ Laboral e a Fundação SOS MA.

Acordar cedo em um domingo típico de outono não está entre as atividades preferidas de muita gente, principalmente se for para praticar exercícios físicos. Porque afinal de contas domingo é dia de aproveitar o tempo com a família, descansar e recarregar as energias, não é mesmo? E com aquele friozinho então... No entanto, no último domingo um grupo de 50 pessoas formado por amigos, familiares e colaboradores da Mega Sistemas Corporativos deixou a preguiça de lado e se aventurou em uma Trilha Ecológica dentro da Mata Atlântica para comemorar a Semana do Meio Ambiente. A ação foi realizada pela Mega em parceria com a Ativ Laboral, responsável pelas aulas de Ginástica Laboral e Quick Massage na empresa, e com a Fundação SOS Mata Atlântica.

“Esta Trilha Ecológica foi uma oportunidade que encontramos para promover a conscientização ambiental entre os colaboradores da Mega de uma maneira diferente. A ideia era permitir que além do aprendizado os mesmos também tivessem a chance de se integrar com os colegas de trabalho fora do ambiente corporativo e ainda permitissem que seus familiares conhecessem algumas das pessoas com quem passam grande parte do seu dia durante a semana”, conta a Coordenadora de Comunicação da Mega, Letícia Spinardi. E o objetivo parece ter sido alcançado. Quem participou garante que valeu a pena ter saído um pouco mais cedo da cama do que de costume.

“Sempre gostei de atividades ao ar livre e como a maioria de nós trabalha dentro da empresa o tempo inteiro esta atividade acabou sendo uma boa forma de relaxar, fazer algo diferente e ter mais contato com a natureza. Como haviam pessoas de vários departamentos e até de fora da empresa foi uma forma de conhecer gente nova e nos aproximar de quem não temos muito contato”, afirma o colaborador Ricardo Smania, que participou acompanhado de sua esposa, Glauce Cristina Fávero Lisboa. “Para ela também foi ótimo participar. E apesar do local onde a trilha foi realizada ser bastante próximo de onde moramos, não tínhamos noção de toda a história que abrigava”, complementa.

Quem também aprovou a iniciativa foi a colaboradora Cinthia Costa, que fez o passeio ao lado de seu marido Leonardo Antonelli e de sua irmã Carina Costa. “Foi bem divertido. Nós não faríamos este passeio por conta própria, então achei a iniciativa muito legal, especialmente por poder ter levado minha família. Foi um domingo diferente, que eles não esperavam. Saímos de lá radiantes e empolgados para a próxima”, revela. O mesmo vale para o colaborador Renato Arruda, que levou seu filho Lucas Arruda para participar da Trilha Ecológica com ele. “Mais do que o contato com a natureza, tivemos um excelente dia juntos. Como lá em casa a família é grande, dificilmente temos um tempo sozinhos. E este passeio foi muito bom por conta disso”, compartilha.

Aliás, por falar em filho, quem roubou a cena foi o pequeno Pietro Soares de Oliveira, de apenas dois anos de idade. Acompanhado pela mãe, a colaboradora Betânia Costa de Oliveira, e pelo pai, Rodrigo Soares de Oliveira, o aventureiro mirim conquistou a empatia de todos os participantes com a sua animação. É claro que ele fez o percurso inteiro no colo dos pais, mas ao contrário do que a maioria dos que estavam presentes imaginou, o garoto não chorou e nem reclamou em nenhum momento. Na verdade ele só se divertiu. “O Pietro adora este tipo de passeio. Conseguir levá-lo conosco foi decisivo para participarmos e ver a reação dele procurando borboletas e achando a ´tartaruga na árvore´ recompensa todo o esforço que fizemos para que ele pudesse participar”, conta Betânia.

A Trilha Ecológica

A Trilha Ecológica teve um pouco menos de uma hora de duração e foi realizada em uma região de serra dentro da Estrada Parque em Itu, considerada um dos últimos redutos da Mata Atlântica. O percurso era bastante íngreme e exigiu determinação dos participantes, que contaram com o apoio do fisioterapeuta Carlos Eduardo Sales, do educador físico Flávio Jungers, ambos da Ativ Laboral, e também de monitoras especializadas da Fundação SOS Mata Atlântica durante todo o trajeto. A Trilha durou aproximadamente 45 minutos, mas o passeio inteiro levou quase três horas porque ainda contou com algumas atividades ao ar livre antes da entrada no percurso. Conduzidas pelo Educador Ambiental da Fundação SOS Mata Atlântica, Genivaldo Nunes, quatro monitoras da entidade falaram sobre a importância ambiental, cultural e histórica da Estrada Parque e da Mata Atlântica para o país. Na sequência foi a vez do educador físico Flávio Jungers coordenar o aquecimento e o alongamento dos participantes para que todos pudessem, então, dar início à Trilha Ecológica.

A Fundação SOS Mata Atlântica

No conjunto de transformações e oportunidades colocadas pelos 80, um grupo de pessoas que já atuavam em outras entidades, dentre cientistas, empresários, jornalistas e defensores da questão ambiental se aproxima e lança as bases para a criação da primeira ONG destinada a defender os últimos remanescentes de Mata Atlântica no país, a Fundação SOS Mata Atlântica. O ideal de conservação ambiental da entidade, criada em 1986, associa-se ao objetivo de profissionalizar pessoas e partir para a geração de conhecimento sobre o bioma. A proposta representa também um passo adiante no amadurecimento do movimento ambientalista no país. CPara conhecer um pouco mais sobre os momentos que marcaram a história da Fundação SOS Mata Atlântica, assim como suas lutas, conquistas e projetos, acesse www.sosma.org.br .

Confira os cliques da aventura: Trilha Ecológica 2013


Voltar