Quarta-feira, 9 de setembro de 2015
MEGA ANUNCIA NOVA OPERAÇÃO NO NORDESTE

Um ano após anunciar a fusão de suas principais unidades, empresa comemora trinta anos de atividades e aposta no crescimento da região com uma nova iniciativa para consolidar sua presença e dobrar resultados nos próximos anos.

Nos últimos anos a Mega Sistemas Corporativos vem se consolidando como uma das mais importantes companhias de TI do Brasil. A empresa, que oferece soluções de gestão empresarial para os mercados de Construção, Manufatura, Logística, Combustíveis, Agronegócios e Serviços, anunciou em 2014 um ciclo de mudanças que incluiu a alteração de empresa limitada para S.A. de capital fechado, a operação de fusão entre suas unidades de Itu, Rio de Janeiro e Curitiba, a unificação da operação de consultoria com sua unidade de Campinas e uma participação societária em Minas Gerais. Em agosto, um ano após consolidar estes processos e completar em Julho 30 anos de mercado, a empresa anuncia uma nova operação no Nordeste e aposta na região como uma potencial vertente de crescimento para os próximos anos.

De acordo com o Sócio-Fundador e Diretor de Marketing & Alianças da Mega, Walmir Scaravelli, a nova operação que será formada pela unificação das unidades Natal (Grupo Gestus) Recife (Grupo Orizont) e Mega S.A. “O principal objetivo desta iniciativa é consolidar nossa presença na região e potencializar a capilaridade da empresa em novas áreas como Ceará, Bahia, Alagoas e Paraíba”, explica.

Apesar da novidade, a história da companhia na região já soma quase 25 anos. Tudo começou com a criação do canal de distribuição Natal, localizado no Rio Grande do Norte, em 1991. Dois anos depois, foi a vez de ganhar o segundo representante na região, o canal Recife, em Pernambuco. “A atuação em Recife se destaca pela forte colocação de produtos na área de Serviços e Agrobusiness, enquanto em Natal o foco principal fica por conta do segmento de Construção e do mercado potencial de Serviços”, conta Scaravelli.

E são justamente os diretores comerciais dessas duas unidades, Robson Gomes e Fernando Furetti, os responsáveis por capitanear a nova operação com apoio dos investimentos realizados pela Mega Matriz. “Hoje o Nordeste representa aproximadamente 8% de nossas operações globais, compondo um portfólio formado por clientes focado principalmente nos segmentos de Construção, Serviços, e Agronegócios. Com a nova operação essa participação no faturamento deve superar os 15%” em 3 anos, complementa Scaravelli.

E para alcançar este objetivo a Mega pretende investir no crescimento de sua equipe comercial, que contará com o conhecimento e expertise de Gomes e Furetti para condução da estratégia comercial. “Nos próximos meses estaremos focados na ampliação de nossa equipe de vendas. Isto nos permitirá chegar às cidades de Fortaleza (CE), Petrolina (PE), João Pessoa (PB), Maceió (AL) e Salvador (BA), Vale do São Francisco e interior dos respectivos estados.

 

CRESCIMENTO DA REGIÃO

Uma projeção dos economistas surge na contramão do que é previsto para o Brasil este ano: o Produto Interno Bruto (PIB) da Região Nordeste será positivo. De acordo com a XIX Análise Ceplan Consultoria de Planejamento, ele será de 0,87%. Já os dados divulgados pelo Relatório Focus, emitido pelo Banco Central, apresentaram uma revisão do governo para uma retração no PIB nacional de 1,49%. “O Nordeste vem apresentando índices de crescimento interessantes e oferecendo oportunidades em diversos setores, inclusive no que se refere ao nosso segmento de atuação. O mercado de Pequenas e Médias Empresas, por exemplo, tem apontado para uma busca de soluções em ERP, que têm por objetivo a profissionalização empresarial a partir do uso de metodologias e ferramentas de gestão estratégicas”, explica Scaravelli.

Ainda de acordo com Gomes, isso faz parte da interiorização do desenvolvimento nos estados da região. “Os polos regionais de Suape, Goiana e Petrolina, todos em Pernambuco; Pecém, Cariri e Crato, no Ceará; Mossoró, no Rio Grande do Norte; e Campina Grande, na Paraíba, corroboram para este movimento do crescimento nordestino. O nosso grande desafio é estar de forma consistente em todos os estados da região e consolidar a nossa expertise no que se refere ao desenvolvimento de soluções de gestão empresarial”, finaliza o fundador.

 


Voltar