Quarta-feira, 9 de março de 2016
ERP OU CRM?

Qual software usar?

Apesar de bastante utilizadas no mundo corporativo, estas duas siglas ainda confundem muitos empresários brasileiros, em especial aqueles que ainda não são familiarizados com o universo da tecnologia da informação.  Mais do que uma tendência, a área tem se consolidado como um diferencial para quem busca mais competitividade para os negócios.

Por isso, entender a diferença entre estes dois tipos de software antes da implantação é fundamental para garantir o sucesso dos resultados na organização. O Gerente de Marketing, Geração de Demanda e Inteligência de Mercado da Mega Sistemas, Bruno Scaravelli, ajuda a esclarecer as principais características de cada um.

Mas antes disso, vale lembrar que ERP significa Enterprise Resource Planning (também conhecido por sistema de gestão empresarial, em português), enquanto CRM é a abreviação de Customer Relationship Management (em português, gestão do relacionamento com o cliente).

“De forma resumida, o primeiro é um software corporativo que tem como principal função apoiar as empresas no controle total de suas informações, integrando e gerenciando dados, recursos e processos para que as companhias tenham maior poder de tomada de decisão e, consequentemente, êxito nos negócios”, pontua.

Já o segundo tem como objetivo zelar pela integridade dos dados comerciais das empresas, além de ajudá-las a identificar planos de ação para fortalecer as vendas, distribuir metas, fazer avaliações e supervisionar as interações com os clientes. “O CRM, portanto, é uma ferramenta que combina que combina marketing, vendas, gestão de contatos e serviços de suporte”, complementa.


Eficiência

Para Scaravelli, ambos os softwares são semelhantes no que diz respeito à eficiência. O que muda, porém, são as abordagens utilizadas por cada um para aumentar o lucro das empresas. “O ERP tem como foco a redução da sobrecarga de informações e dos custos, tornando os processos de negócio mais ágeis e eficientes, enquanto o CRM ajuda a aumentar os lucros por meio da captação de dados sobre os clientes e também da produção de um volume maior de vendas”, comenta.

Logo, não é possível afirmar que um é mais importante do que o outro. Para provar, o executivo faz uma interessante analogia. “O motor e o volante são essenciais para colocar um carro em movimento. No contexto dos softwares, digamos que o CRM seja o motor, o responsável por impulsionar o negócio, e o ERP o volante que servirá para guiar a empresa. Assim como os acessórios do carro, os dois podem trabalhar juntos para ajudá-la a manter sua vida financeira saudável”, argumenta.

No caso da Mega Sistemas, especialista no desenvolvimento de ERP, o que não faltam são exemplos de como as soluções ofertadas pela companhia para os setores da Construção, Manufatura, Logística, Combustíveis, Agronegócios e Serviços contribuem com a consolidação e a expansão dos mais diversos tipos de negócios. “Em 30 anos de atividades, temos obtido respostas sempre positivas de nossos clientes e parceiros, com cases bem sucedidos e visões otimistas para o futuro”, conclui. 

E então, já sabe qual o melhor software para a sua empresa?

Entre em contato com a Mega Sistemas e descubra. Acesse www.mega.com.br/erp .


Voltar