Quinta-feira, 17 de maio de 2012
Eficiência do setor logístico

Em um dos setores mais promissores da atualidade — o mercado logístico - informatização e integração de sistemas são essenciais para que o produto chegue adequadamente ao consumidor final. Confira o artigo publicado na Cargo News.

Um dos mais promissores da atualidade, o setor de logística vem passando por transformações profundas no Brasil, principalmente nesta última década. Com a globalização e a internacionalização das empresas, a logística ultrapassou as fronteiras dos armazéns e ganhou lugar de destaque no planejamento estratégico das grandes organizações.

Para José Carlos Silva Junior, Diretor de Serviços e Logística da Mega Sistemas Corporativos, com a competitividade cada vez maior, a preocupação das empresas em fazer com que seus produtos cheguem a seus clientes de forma mais ágil é condição essencial para a conquista de novos negócios e obtenção de bons resultados financeiros. “Manter o nível de excelência exigido pelo mercado só é possível com a implantação de um bom sistema de integração do ciclo logístico com os demais dados de produção da empresa”, alerta Silva Junior.

O executivo acredita que sem informatizar é impossível vencer os desafios modernos do setor. Segundo ele, a automatização permite a integridade e a consistência dos dados, simplifica a operação, otimiza o uso dos recursos da companhia (humanos, financeiros, materiais), aumenta a produtividade e ainda possibilita a criação de um banco de dados único capaz de gerar informações operacionais e gerenciais confiáveis.

Exemplificando, uma empresa que passa a utilizar um sistema de WMS (Warehouse Management System ou Sistema de Gerenciamento de Armazéns) consegue identificar exatamente onde está cada um dos produtos em estoque por tamanho, data de vencimento, antiguidade, ou qualquer outra variável que julgue importante. “Com isto, a coleta dos itens por empilhadeiras e o seu carregamento nos caminhões ficam muito mais rápidos e precisos. Alguns armazéns possuem milhares de itens em estoque e se todo o processo estiver funcionando bem, integrado, a tendência é que as entregas aos clientes finais fiquem muito mais rápidas e pontuais”, ressalta Silva Junior.

E COMO INFORMATIZAR?

Silva Junior ressalta que os primeiros passos para a automatização dos sistemas de uma empresa são formar uma equipe capaz de implantar e manter um ERP, TMS e WMS, extraindo destes sistemas o máximo que eles possam oferecer, além de buscar organizar os seus processos, mesmo sem a existência de tecnologia. “Escolher um fornecedor idôneo, sólido e estruturado, capaz de oferecer uma solução que se mantenha atualizada ao longo do tempo e que ainda consiga cobrir a maior parte ou a totalidade das suas necessidades, tanto da atividade fim da empresa, quanto do seu back-office, também são cuidados essenciais”, afirma.

Sobre a Mega Sistemas Corporativos

A Mega Sistemas Corporativos nasceu na cidade de Itu, interior de São Paulo, no ano de 1985. Em 26 anos de trabalho a empresa cresceu, ampliou o seu portfólio de produtos e serviços e se consolidou com uma das mais importantes companhias de TI do Brasil, oferecendo soluções de gestão empresarial para os mercados de Construção, Logística, Combustíveis, Manufatura, Agrobusiness e Serviços.

Instalada em uma nova e moderna sede de 4000m2 de área construída em sua cidade de origem, a companhia conta com 20 canais de atendimento, cerca de 700 colaboradores e mais de 2.000 clientes em todo o território nacional. Empresa sustentável e socialmente responsável, a Mega também promove há 11 anos o Projeto Mega Cidadão, que integra ações voluntárias voltadas ao atendimento de pessoas em situação de vulnerabilidade social, além de estar classificada entre as Melhores Empresas para Trabalhar do País nos setores de TI & Telecom.


Voltar