Terça-feira, 23 de setembro de 2014
COMO A GESTÃO POR COMPETÊNCIAS AGREGA VALOR ÀS EMPRESAS

Mariana Almeida, Gerente de Recursos Humanos da Mega Sistemas Corporativos, explica como estimular as competências traz resultados positivos para colaboradores e corporações.

De acordo com o dicionário Houaiss, a palavra competência significa aptidão para cumprir alguma tarefa ou função. Como conceito, ela está relacionada à habilidade. Esta consiste em colocar em prática as teorias e ensinamentos adquiridos. Já a outra é mais ampla e abraça a junção e a coordenação de atitudes e conhecimentos.

Dentro do contexto corporativo, competência indica um conjunto de características apresentadas por uma pessoa que a ajudam a realizar as suas funções profissionais. Ela, a competência, é um elemento procurado pelas empresas na hora de contratar seus colaboradores. Além das que as pessoas já possuem, outras também podem ser adquiridas. “Muitas corporações investem na formação do seu quadro funcional. Com um olhar estratégico e integrador, a competência pode ser vista como a somatória de bens individuais intangíveis. São atitudes, conhecimentos, habilidades, experiências, enfim, características que acrescentam valores econômicos e sociais dentro do ambiente organizacional”, explica aGerente de Recursos Humanos da Mega Sistemas Corporativos, Mariana Almeida.

Dentro deste cenário, encontram-se os modelos de gestão de pessoas. Os tradicionais apresentam uma perspectiva passiva e reativa dos colaboradores, tem como papel recrutar e treinar pessoal, além de avaliar desempenhos e resultados. Já a gestão por competências tem como foco a tríade negócios, mercado e desenvolvimento profissional permanente. “A implantação deste modelo traz uma perspectiva holística, preocupada com os aspectos estratégicos da organização e como está posicionada no mercado. Com ela, a empresa incentiva seus colaboradores a conversar e focar suas ações para o que consideram fundamentais para a qualidade de vida no trabalho e, juntos, trabalharem para alcançar o crescimento para ambos”, complementa a Gerente.

De acordo com Mariana, alguns atributos ajudam no aproveitamento do potencial criativo dos colaboradores dentro do contexto organizacional. São eles: agilidade, autodesenvolvimento, capacidade de trabalhar em parceria com a diversidade, flexibilidade, formação ampla e general, maturidade emocional, praticidade e proatividade.

As empresas que adotam este tipo de gestão apresentam resultados animadores. “Incentivar a motivação gera um maior engajamento e resulta no alinhamento da estratégia corporativa. Com isso, a área de gestão de pessoas passa a orientar melhor as suas ações, planejamentos e políticas. Dessa maneira, ela passa a recrutar com mais clareza e precisão, a avaliar com um maior embasamento e a desenvolver um plano de remuneração mais justo direcionado aos colaboradores, baseado nos objetivos e nas metas organizacionais”, conclui Mariana.


Voltar