Terça-feira, 18 de novembro de 2014
A DIFÍCIL ARTE DE TOMAR DECISÕES NO AMBIENTE CORPORATIVO

Algumas características são essenciais para atingir o melhor resultado e evitar problemas no futuro.

Para muitas pessoas, o simples fato de tomar decisões pode se transformar em um verdadeiro conflito. “Será que estou fazendo a coisa certa?”. “Será que a minha decisão implicará em alguma consequência?”. “O que poderá acontecer se eu optar por esta ou aquela alternativa?” As dúvidas são as mais diversas possíveis e chegar à decisão certa é algo que tira o sono de muitos líderes e empreendedores no universo corporativo.

Seja qual for a situação, o líder deve ter a consciência de que, ao escolher uma possibilidade, todas as outras serão deixadas de lado. “Para chegar a alguma solução, ele precisa analisar a aquele momento a partir de uma visão macro e avaliar todos os prós e os contras. Ele também deve considerar o que aquela decisão pode impactar nas pessoas que, por ventura, podem estar envolvidas. Neste contexto, antes de qualquer coisa, é indicado ter cautela para evitar a decisão por impulso ou por motivos emocionais”, orienta o sócio-fundador e diretor comercial da Mega Sistemas Corporativos S.A., Walmir Scaravelli.

De acordo com Scaravelli, os líderes nunca devem esquecer que o poder de decidir aquilo que será melhor para a empresa ou para o grupo está em suas mãos e cita algumas características como essenciais para atingir o melhor resultado: caráter, coragem, ética, sabedoria e integridade. “Por outro lado, aqueles que se deixam dominar pela arrogância, insegurança, orgulho ou vaidade tendem ao insucesso na sua escolha”, complementa.

Abaixo, o executivo lista dez dicas para chegar às decisões mais acertadas no dia a dia empresarial.

1 – Conhecer o problema

É extremamente importante buscar informações sobre o assunto em questão para identificar as possíveis soluções e chegar à escolha do caminho que seja a mais indicado para aquele momento.

2 – Preocupar-se com o bem-estar a equipe

É preciso levar em consideração todas as necessidades das pessoas envolvidas para que elas não sofram consequências graves devido a esta ou aquela decisão.

3 – Ter consciência de suas escolhas

Os líderes devem ser responsáveis por aquilo que decidem. Afinal, as pessoas não acertam em todos os momentos. Nesse sentido, reconhecer erros e revertê-los rapidamente é imprescindível.

4 – Apresentar visão holística

Levar em consideração os aspectos emocional, espiritual, físico e mental auxilia a encontrar soluções satisfatórias.

5 – Não levar as situações para o lado pessoal

Isto é algo extremamente nocivo. Vale ressaltar que as decisões devem ser tomadas para resolver questões corporativas e não problemas que dizem respeito a você.

6 – Não sabe o que fazer? Simplesmente, não faça

Como já diz a famosa Lei da Física, para toda ação há uma reação. Em casos de dúvida ou insegurança para chegar a alguma decisão, o mais indicado é se abster. Lembre-se: uma vez decidido, não há como escapar do ônus ou do bônus de sua escolha.

7 – Mostrar confiança

Ser e estar confiante ajuda a acertar na decisão.

8 – Considerar as suas limitações

Ao conhecê-las a fundo, será mais difícil deixá-las influenciar em suas decisões. Sempre é bom ressaltar que a busca por orientação, seja interna ou externa, também ajuda a chegar a alguma decisão.

9 – Não deixar se influenciar

Faça suas escolhas a partir de suas convicções e não da opinião e ou da expectativa das outras pessoas.

10 – Seja positivo

Confie nas suas habilidades e tenha sempre em mente que a sua decisão será para o melhor. Trabalhe para isso.


Voltar