Novidades
segmento de construção

Sexta-feira, 17 de outubro de 2014
O USO DA TECNOLOGIA NO DIA A DIA DO CANTEIRO DE OBRAS

A tecnologia da informação surgiu como um dos principais indicadores para que as empresas se apresentassem de maneira diferenciada no mercado. Isto pode ser comprovado em diversos setores, dentre eles o da Construção Civil.

Nos últimos anos, smartphones, notebooks, tablets, computadores, videogames e aparelhos de TV cada vez mais modernos se tornaram dispositivos fundamentais na rotina diária tanto pessoal quanto profissional. Apesar de imaginarmos que isso é apenas uma realidade mundo afora, de acordo com uma pesquisa realizada pela Accenture, multinacional responsável por consultoria de gestão, o Brasil já aparece como o segundo maior consumidor de equipamentos eletrônicos do planeta, atrás apenas da China.

Outro estudo relevante, o Vision Technology 2013, também divulgado pela Accenture, revelou que a tecnologia da informação surgiu como um dos principais indicadores para que as empresas se apresentassem de maneira diferenciada no mercado. Ao utilizarem cada vez mais seus aparelhos pessoais para fins profissionais, as pessoas contribuíram para aumentar a produtividade e otimizar o tempo. Também é possível afirmar que passaram a utilizá-los como ferramentas de colaboração e gestão corporativa.

Isto pode ser comprovado em diversos setores, dentre eles o da Construção Civil. Não é de hoje que profissionais da área como arquitetos, engenheiros e gestores têm se beneficiado com estes gadgets para gerenciar e compensar a falta de mão de obra no setor. Em tempos de recuo da economia brasileira, encontrar soluções logísticas ou tecnológicas tem sido algo primordial para quem deseja se manter competitivo e saudável no mercado. A redução de custos operacionais, assim como a implementação de controles mais precisos, tem ajudado a acelerar todo o processo que cerca o setor.

Neste contexto, um levantamento feito pelo Sindicato das Indústrias da Construção Civil, o Sinduscon, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), constatou que 60% dos empresários do setor da construção têm planos de investimento em tecnologia. Por conta disso, algumas empresas passaram a desenvolver soluções que permitem a administração de informações relacionadas ao controle de produção, qualidade e inspeção, além de segurança e controle de materiais. A partir delas, todos estes dados são recolhidos em tempo real e são integrados aos sistemas ERP das construtoras e empreiteiras. Ao optar por um sistema de gestão completo, o que inclui a mobilidade e o suporte para o dia a dia das corporações, os gestores podem concentrar as suas atuações no desenvolvimento de ações estratégicas.

O aplicativo para tablets e smartphones Mega Mobuss, oferecido e desenvolvido por nós em parceria com uma empresa catarinense especializada em desenvolvimento de aplicativos, é um exemplo de tecnologia desenvolvida com ênfase no setor. Ele permite que no canteiro de obras passamos controlar a produtividade das equipes e os materiais utilizados, gerenciar equipamentos e perdas, fazer controle de qualidade e coordenar a área de segurança. Também oferece subsídios para redução de custos e riscos, além de indicadores para o controle da sustentabilidade ambiental. E tudo isso apenas com a utilização de smartphones ou tablets, sem conexão a internet e em tempo real.

Não temos dúvidas que o uso intenso de tecnologia no canteiro de obras é uma tendência irreversível. Ironicamente o maior empecilho para que a utilização desta tecnologia se alastre nas construtoras do Brasil não é mais, como foi num passado recente, o custo de equipamentos, de software ou de links de conexão. O grande desafio das empresas que fornecem tecnologia para as obras é a mudança de cultura da equipe que trabalha nos canteiros, que muitas vezes insistem em se apegar a processos manuais antigos, baseados quase todos em planilhas e papéis.

É neste foco que temos atuado ao longo dos últimos meses, através de diversas palestras em eventos do segmento, universidades e órgãos de classe, mostrando todas as vantagens desta nova realidade.

Por Giovanni Sugamosto

Giovanni Sugamosto é diretor da Mega Sistemas Corporativos S/A, empresa que empresa que oferece soluções tecnológicas de gestão empresarial para os segmentos de Construção, Manufatura, Logística, Combustíveis, Agronegócios e Serviços.


Voltar