Novidades
segmento de construção

Quarta-feira, 30 de setembro de 2015
#CASEDESUCESSO: CONSTRUTORA PLANETA

Há 18 anos no mercado, a Construtora Planeta é a número 1 em seu segmento em Sorocaba. Com o apoio do ERP Mega Construção, a companhia teve um grande impulso de crescimento e se manteve imune às oscilações da economia, protegendo clientes e investidores.

A história da Construtora Planeta começa lá em Minas Gerais, no final da década de 90, com foco em empreendimentos residenciais. Porém, quatro anos após sua fundação, na busca pela expansão dos negócios, a empresa decidiu operar também em Sorocaba, interior paulista, onde atualmente concentra toda a sua atuação.

“Ao mudar de cidade, mudamos também o perfil dos negócios: aqui em São Paulo optamos pelo modelo de empreendimentos verticais, com foco nos públicos A e B, que atendemos por vocação”, conta o Diretor de Marketing da Construtora Planeta, José Mauro Couto.

Com isso, a companhia logo se tornou a número 1 de consumo em seu segmento e deu início a uma trajetória de desenvolvimento constante. Mas, como lembra José Mauro Couto, o antigo software de gestão utilizado pela Construtora Planeta não estava apto para acompanhar tamanho crescimento.

“Então fomos ao mercado escolher o nosso primeiro Sistema de Gestão Integrada. Buscamos 15 soluções, das quais eliminamos 12 e seguimos com três para a ‘reta final’. Entre todas as opções, o ERP Mega Construção foi o que se mostrou mais aderente à demanda da empresa”, afirma.

O executivo explica que, na época, as principais necessidades da Construtora Planeta eram referentes ao controle contábil e financeiro. “Nós queríamos estabelecer um setor financeiro dentro da companhia, com contas a pagar, contas a receber e controle do caixa. Depois gostaríamos de extrair estes dados para a contabilidade, visando um melhor controle das finanças”, detalha.
 


Outros benefícios

Hoje, com quatro anos de uso, o ERP Mega Construção revelou outros benefícios para a Construtora Planeta. “A partir da implantação, nós obtivemos um grande impulso de crescimento. Não sei dizer qual seria a proporção deste crescimento com outra solução, já que a expansão dos negócios independe do software, mas posso assegurar que o Mega facilita o dia a dia da empresa”, pontua.

José Mauro argumenta que o Sistema de Gestão é, na verdade, um dos alicerces que sustentam o desenvolvimento da Construtora Planeta, aliado a um time qualificado, munido de informações e, claro, um próspero modelo de operação. “O software é estratégico dentro da empresa. Ele entra num processo de organização da empresa, pois prepara os dados para que possamos tomar decisões”, conta.

Afinal, com o ERP Mega Construção, o executivo consegue acompanhar todo o ciclo operacional da companhia minuto a minuto. E, assim, aumenta o seu repertório para a tomada de decisão. “O Mega é valioso neste sentido, principalmente porque me trouxe a confiabilidade de que tudo o que foi lançado no software está correto. Hoje a minha gestão dos gastos é plena, justamente porque eu tenho na mão tudo o que se passa na empresa”, compartilha.


Evolução constante

Diante da confiança que o ERP Mega Construção proporciona à Construtora Planeta, seu investimento em novas funcionalidades é constante. Desde que contratou a ferramenta, a empresa já quadruplicou o número de usuários do BackOffice. “A Folha de Pagamentos foi a aquisição mais recente, que supriu nossa última necessidade, haja visto o momento”, observa.

Antes disso, a companhia também já tinha dado mais um importante passo em sua jornada com o software: adquiriu o Portal de Clientes, que a permitiu criar uma interface com seus clientes através de um atendimento ágil, fácil e personalizado. “Hoje temos uma média de 40 mil visitas por mês em nosso site, das quais cerca de 18 mil são para acesso ao Portal de Clientes”, mensura.

Com isso, José Mauro Couto não hesita em dizer que a Construtora Planeta está bem abastecida do software. “Tanto que a atual crise econômica não nos pegou no contrapé porque, há quatro anos, tivemos a percepção de nos alinhar com um bom Sistema de Gestão”, finaliza.

 


Voltar