Vantagem competitiva e tecnologia: entenda a relação de dependência

Você já deve ter ouvido falar que a tecnologia é fundamental para o crescimento sustentável das empresas. E é verdade: é praticamente impossível, no atual mercado, sobreviver aos concorrentes sem tecnologia que permita inovar o catálogo de serviços e/ou produtos e, assim, garantir vantagem competitiva.

O processo de evolução e inovação tecnológica desde a revolução industrial tem atingido a economia e a sociedade de forma profunda e exige agilidade e eficiência das organizações. Quanto mais uma empresa busca aperfeiçoar e inovar a tecnologia usada em seus serviços e produtos, maior sua capacidade de atender às expectativas do consumidor.

Mudando a sociedade há mais de 60 anos

A TI envolve todos os processos que usam recursos computacionais para tratar e/ou processar dados e informações.

Desde a década de 50, ela vem mudando continuamente os métodos de trabalho. A partir dos anos 90, o uso de computadores ficou cada vez mais comum nas empresas: rotinas foram automatizadas e o acesso à informação se massificou.

Nas duas últimas décadas, a TI tornou-se fundamental para apoio às decisões gerenciais e, consequentemente, como diferencial competitivo. Ela oferece os recursos tecnológicos para mudanças em processos, estrutura e estratégia de negócios. O uso da TI, que era apenas operacional, passou a auxiliar na tomada de decisões.

Acesso a informações

Quando se cria um produto ou serviço, do desenho à entrega para o consumidor final, passando pela logística, todos os processos dependem de uma infraestrutura física, organizacional e lógica, vinda, claro, da tecnologia da informação (TI).

Ou seja, o sucesso da companhia depende da facilidade de acesso a informações precisas e de organização de processos para reduzir custos e trazer maior rentabilidade, oferecendo, assim, condições de competir em igualdade com os concorrentes.

Ampliar, adquirir, manipular e comunicar informações são partes essenciais de qualquer empreendimento de sucesso. Na tomada de decisão, é imprescindível que se tenha acesso às informações corretas.

Ou seja, é fundamental definir os requisitos da informação necessária, coletar os dados, classificá-los, tratá-los, armazená-los e distribuí-los de forma adequada.

Alinhamento de planejamento

Os planejamentos empresarial e de TI devem estar alinhados — pesquisas indicam que apenas 25% das empresas fazem isso bem e que, quanto melhor o fazem, mais lucrativas se tornam.

Se bem planejada, a TI permite ultrapassar muitas barreiras e permite que as empresas ajam e reajam rapidamente a clientes, mercados e concorrência, garantindo vantagem competitiva.

Isso ocorre porque os sistemas de informação trazem velocidade à operação e permitem que se tenha uma visão geral do negócio, facilitando e melhorando a tomada de decisão. Ao melhorar os processos, a TI favorece a arquitetura dos métodos empresariais.

Além da inovação

Usar a tecnologia para inovar vai além da preocupação com o lucro e engloba sustentabilidade e responsabilidade social. O ideal é usá-la sempre que auxiliar a tornar as tarefas menos complicadas.

É essencial ter em mente que a tecnologia deve facilitar, não complicar. Se estiver complicando, está sendo usada de forma errada ou não é a melhor opção para o seu caso.

Por esse motivo, é essencial compreender o papel da tecnologia no desenvolvimento do negócio, pois o crescimento empresarial reflete o contexto tecnológico em que a empresa está.

Quando se define a estratégia da empresa, é fundamental saber onde se quer chegar e qual será a abordagem utilizada para atingir esse objetivo. Nesse ponto, é preciso identificar as dificuldades para alcançar a meta e, a partir disso, afinar a estratégia de TI.

Gostou desse conteúdo sobre vantagem competitiva? Então, leia o nosso post sobre a importância dos relatórios de gestão para eficiência empresarial!