Quais as vantagens de implementar a metodologia AWP?

Projetos tradicionais de construção civil tendem a ter desperdícios e ineficiência operacional. A razão disso é que não se faz um planejamento estratégico alinhado, de fato, com a realidade do canteiro de obras. Dessa forma, a entrega do produto final muitas vezes demora mais do que o necessário.

No entanto, existem abordagens que visam mitigar esses problemas, de modo a trazer redução de custos e fluidez operacional. Um exemplo disso é a metodologia AWP, que se propõe a lidar com os pormenores de uma obra, a ponto de tornar o trabalho de todos os envolvidos — seja no escritório ou no canteiro — mais ágil e produtivo. Continue lendo nosso artigo para entender os benefícios dessa metodologia e como começar a aplicá-la na empresa!

O que é a metodologia AWP?

A metodologia AWP (Advanced Work Packaging) é uma abordagem que foca no produto final a ser desenvolvido. Na prática, consiste em estruturar diversas etapas ao longo de uma obra, visando estabelecer alinhamento entre o projeto que está no papel e aquele que será, de fato, executado.

O objetivo é trazer eficiência operacional de ponta a ponta. Os pontos falhos tendem a ser identificados e reduzidos, o que certamente agrega valor ao produto final e gera satisfação ao cliente. Para ocorrer a metodologia AWP, existem vários termos que precisam ser listados aqui, pois constituem as etapas do projeto, desde a concepção até a entrega. São eles:

• Path of Construction (PoC): é o documento que especifica a estrutura da obra;

 Engineering Work Packages (EWP): consiste em pacotes de engenharia e serve de base para a elaboração do CWP;

• Construction Work Package (CWP): propõe um primeiro nível de detalhamento do escopo de projeto. Realiza uma divisão lógica e gerenciável do trabalho a ser executado;

• WorkFace Planning (WFP): documento que lida com a etapa de transição entre o plano de execução do projeto e as atividades propriamente ditas;

• Installation Work Packages (IWP): descreve o escopo de trabalho da equipe, de modo que esta trabalhe com autonomia em uma obra.

Entre os componentes do AWP citados há pouco, o WFP é considerado o mais crítico. Isso porque, como falamos, ele trata exatamente de como a obra será executada na prática, algo que requer o conhecimento e a experiência de um engenheiro. Além disso, a ideia do WFP é permitir que todos os insumos necessários ao bom andamento da construção estejam disponíveis, bem como os equipamentos e demais elementos fundamentais ao projeto.

Qual a sua importância?

A proposta de conduzir uma obra com mais fluidez e menos desperdícios tem o objetivo de aumentar a qualidade e o valor do produto final. À medida que o cliente passa a ter sua percepção nesse sentido, ele entende que aquela empresa é séria e comprometida com o cumprimento de prazos.

Muitos detalhes são negligenciados ou sequer identificados quando uma obra é feita na abordagem tradicional. Dessa forma, diversos erros e atrasos tendem a acontecer, sendo que vários deles poderiam ser reduzidos ou evitados. Portanto, a metodologia AWP está diretamente relacionada com a economia de tempo e recursos, de modo a aumentar as margens de lucro do negócio e, por consequência, a satisfação dos clientes.

Quais os benefícios?

Podemos afirmar, em termos gerais, que o maior benefício de adotar a metodologia AWP é a visibilidade. Em outras palavras, à medida que certos aspectos se tornam visíveis, os envolvidos conseguem trabalhar melhor e em menos tempo, dando celeridade ao andamento da obra. Para conhecer outros benefícios, acompanhe as subseções seguintes!

Melhor gerenciamento de projetos

Com um cronograma bem definido, todas as partes envolvidas no projeto conseguem atuar com maior clareza de objetivos. Além disso, as tomadas de decisão também passam a ter um nível de acerto maior, melhorando o gerenciamento dos projetos em uma perspectiva integral.

Segurança

Um risco que sempre existirá é o de acidentes no canteiro de obras. Dito isso, uma das principais causas de sinistro é justamente a falta de um planejamento detalhado, com pouca ou nenhuma visibilidade de determinados elementos.

Maior previsibilidade

A previsibilidade está diretamente relacionada com a aprovação das partes interessadas desde os alicerces do projeto. Dessa forma, os imprevistos e as situações que prejudicam o andamento da obra podem ser mapeados, bem como os custos envolvidos (transporte, materiais e equipamentos, por exemplo).

Menos alterações

Além de dar maior previsibilidade, a definição de escopo do projeto implica menos pedidos de alterações. Isso significa que todos os envolvidos no planejamento estão em concordância com todos os objetivos, metas e prazos que foram estabelecidos, seja no PoC, CWP, EWP, WFP ou IWP.

Como começar a usar a metodologia AWP?

Por mais que a metodologia AWP seja benéfica, ela requer bastante maturidade por parte da empresa de construção. Isso significa que não dá para implementá-la de forma rápida, principalmente quando não se tem uma mentalidade voltada a esse tipo de abordagem.

Para desenvolver essa mentalidade, é crucial que os responsáveis do nível de topo da hierarquia da empresa conversem entre si. A ideia é reconhecer, entre outras coisas, as falhas inerentes aos projetos tradicionais de engenharia, bem como os desperdícios de insumos e deslocamentos desnecessários no canteiro.

No âmbito mais prático, podemos sintetizar a implementação da metodologia AWP em seis etapas (ou camadas). São elas:

• criação de processos focados na construção do planejamento do projeto;

• definição dos EWP, etapa esta que deve ser conduzida pela equipe de engenharia;

• construção do WFP;

• criação de uma estrutura capaz de fomentar a colaboração de disciplinas;

• integração na gestão de dados, visando tornar mais ágil e fluido o trânsito de informações no decorrer da obra;

• gestão da transformação, que consiste literalmente na "cereja do bolo" da metodologia AWP. Se implementada, vai tornar a empresa de construção mais diferenciada e reconhecida, tanto pelos clientes quanto pelo mercado.

A metodologia AWP, como vimos, se propõe a lidar com os pormenores de uma obra. O objetivo é reduzir atrasos e falhas, de modo a aumentar a qualidade e a percepção de valor do produto final por parte dos clientes. Segundo essa abordagem, o alinhamento entre as partes desde a concepção do projeto é o que o tornará fluido e eficiente durante todas as etapas de sua execução.

Gostou do texto? Se sim, aproveite para compartilhá-lo nas suas redes sociais!