O que você sabe sobre Lean Manufacturing?

O que você sabe sobre Lean Manufacturing?

A indústria moderna tem como foco não apenas produzir, mas produzir de forma competitiva. Isto significa alcançar o máximo da eficiência com a menor quantidade possível de recursos.

Atualmente, a tecnologia é um dos principais aliados na busca deste objetivo... mas recursos de gestão, como a Manufatura Enxuta, também denominada Lean Manufacturing, também são de grande contribuição para este propósito.

Para quem não conhece, trata-se de uma filosofia de gestão que busca reduzir os desperdícios na indústria. Entre suas principais características estão:

  • Redução de estoques / evitar o excesso de produção;
  • Diminuição de tempos de espera (evitar setups de máquina longos);
  • Combate à movimentação excessiva de materiais;
  • Prevenir defeitos.

Quais os benefícios para a sua empresa

Entre as qualidades da Lean Manufactoring, técnica desenvolvida por executivos da Toyota, está também sua aplicabilidade a empresas dos mais variados setores. E o que tem se visto na prática são melhorias como tempo de custo de produção, que tender a ser otimizados. Para isso, as ferramentas mais utilizadas são o Kaizen, o Kanban e o Poka-Yoke. A escolha desses recursos irá depender dos objetivos definidos.

Conheça as principais características de cada um:

KAIZEN (significa "mudança para melhor")

O foco é a melhoria contínua de processos padronizados, eliminando desperdícios e esforços desnecessários. Foi implementado inicialmente em empresas japonesas logo após a Segunda Guerra e a partir daí se espalhou pelo mundo. De acordo com esta filosofia, sempre é possível aprimorar uma atividade e nenhum dia deve passar sem a implementação de alguma melhoria, seja em relação a processos da empresa ou no indivíduo.

KANBAN

Método criado na década de 1960 por profissionais da empresa Toyota. Trata-se de um sistema de abastecimento e controle dos estoques. Funciona movimentando e fornecendo itens de acordo com a dinâmica de consumo. São utilizados cartões ou outros métodos visuais neste sistema. Sendo que cada cartão utilizado indica que um material utilizado precisa ser reposto. Os cartões também são divididos por prioridade de reabastecimento, sendo separados pelas cores verde, amarela e vermelha, em sequência para itens que vão da menor para a maior prioridade. Esse procedimento dá uma visão ampla ao responsável pelo processo de produção. O funcionamento do sistema prevê a realização de cálculos numéricos de cartões, de acordo com a quantidade de materiais a serem utilizados. Implica também consideração do tempo médio de produção e um estoque de segurança. Não busca redução de estoques, mas limitá-lo ao mínimo necessário.

POKA-YOKE

Este dispositivo deve ser à prova de erros e o objetivo é evitar a ocorrência de defeitos em processos de fabricação e/ou na utilização de produtos. Um exemplo é a impossibilidade de remover a chave da ignição de um veículo, caso a transmissão automática não esteja em "ponto morto", evitando a direção em condições inseguras para o motorista. O recurso do Poka-Yoke tem o poder de paralisar a produção, se necessário. Até que o problema tenha sido resolvido. Há duas formas básicas de utilização.

Poka-yoke de controle

É o dispositivo corretivo mais poderoso, porque paralisa o processo até que a condição causadora do defeito tenha sido corrigida.Tende a ser o recurso mais eficiente, na maioria dos casos.

Poka-yoke de advertência

Permite que o processo deficitário prossiga, caso os operadores não atendam ao aviso. Defeitos mais frequentes ou impossíveis de serem corrigidos exigem um Poka-yoke de advertência.

Vantagens na aplicação

Seja qual for a situação que demanda a escolha, por fim os recursos do Lean Manufacturing devem resultar em ganhos importantes de produção, como os definidos a seguir:

  • Qualidade total (ajuda a detectar e solucionar os problemas na origem);
  • Redução do desperdício (contribui para eliminar as atividades que não agreguem valor à cadeia produtiva);
  • Melhoria contínua (o resultado deve ser aumento da produtividade);
  • Processos puxados (produção com foco na entrega ao cliente e manutenção de estoques enxutos);
  • Flexibilidade (permite produzir em função das necessidades do mercado, independente do tamanho de lotes ou variedade de produtos);
  • Cadeia de fornecimento (contribui para estabelecer uma relação forte e duradora com a cadeia de fornecedores).

 

Agora que você já conhece as premissas da Manufatura Enxuta, que tal acompanhar nossos conteúdos sobre o assunto? Siga nossas redes sociais (TwitterFacebookYouTubeLinkedIn) e fique por dentro das principais novidades do mercado!