O que você entende por excelência?

O que você entende por excelência?

Agilidade, eficiência e qualidade contam, sim, muitos pontos na busca pela excelência da gestão empresarial. Mas para garantir que, de fato, a empresa chegue ao limite de sua capacidade de evoluir, é preciso muito mais.

Talvez nenhuma definição se enquadre tão bem à palavra excelência quanto a da FNQ (Fundação Nacional da Qualidade), que a classifica como o ápice da evolução de uma companhia, direcionada para a sua missão, com práticas sustentáveis, cooperativas e que gerem valor para a sociedade e outras partes interessadas.

Se pararmos para avaliar onde queremos chegar com nossos produtos e serviços ou, ainda, que legado deixar para o mercado em que atuamos, certamente chegaremos a uma resposta bem próxima da tradução que a instituição atribuiu a este nível de maturidade que é o sonho de qualquer empresário.

Então, considerando que já desmistificamos o conceito da excelência, como saber se estamos no caminho correto rumo à plenitude da gestão empresarial? Que parâmetros podemos – ou devemos – seguir visando a assertividade das decisões que tomamos no dia a dia da organização?

Para responder a estes e outros questionamentos, novamente faço uso do know-how da FNQ, que estipula 13 fundamentos essenciais para quem deseja atingir a excelência no mundo corporativo. São eles:

 

  • Pensamento sistêmico
  • Atuação em rede
  • Aprendizado organizacional
  • Inovação
  • Agilidade
  • Liderança transformadora
  • Olhar para o futuro
  • Conhecimento sobre clientes e mercados
  • Responsabilidade social
  • Valorização das pessoas e da cultura
  • Decisões fundamentadas
  • Orientação por processos
  • Geração de valor

 

Se você já pratica ao menos parte desta lista, parabéns! Significa que tem grandes chances de chegar lá. Por outro lado, se tudo isso ainda parece estar muito distante da sua realidade, talvez seja hora de avaliar processos, estabelecer novas prioridades e, quem sabe, até redefinir metas.

Em ambos os casos é possível recorrer a especialistas, como os da Trinus, para facilitar a na identificação dos pontos que precisam ser ajustados no percurso. Atividades como o mapeamento e redesenho de processos, descrição de procedimentos e definição de indicadores podem ser reveladoras nesta busca pela excelência.

Basta que você esteja disposto a quebrar paradigmas, engajar sua equipe, assumir que sempre há como melhorar e se dedicar a mitigar erros e riscos que possam estar comprometendo o desenvolvimento da sua empresa.

E aí, aceita o desafio?