Melhores práticas para gestão de construções pesadas

Melhores práticas para gestão de construções pesadas

O planejamento é uma atividade indispensável para a gestão eficiente de qualquer tipo de obra. Através do uso de técnicas adequadas dessa prática e bons indicadores e controles eficientes, é possível verificar o cumprimento de prazos, liderar equipes e administrar desvios de modo a permitir o controle adequado de todo o processo produtivo, com respectivo sucesso da obra.

Em se tratando de construções pesadas, essa questão toma contornos ainda mais relevantes, pois esse tipo de obra exige de seu gerente o acompanhamento de um número ainda maior de condicionantes.

No post a seguir, listamos as melhores práticas de gestão de construções pesadas para que sua empresa consiga melhorar os índices de produtividade e reduzir custos de operação. Quer saber que medidas são essas? Então descubra a seguir!

 

Gerencie sua frota bem de perto

Construções pesadas costumam demandar a utilização de máquinas de grande porte e equipes especializadas. Em razão disso, é necessária uma administração efetiva sobre as frotas.

Os gerentes de obras precisam acompanhar a mobilização e desmobilização das máquinas, evitando deslocamentos desnecessários. É preciso controlar, ainda, indicadores para tomada de decisão quanto ao rendimento dos equipamentos, horas trabalhadas, volume de cargas entre outros. Controlando o desempenho dessas frotas de forma a evitar retrabalhos ou períodos ociosos, o que poderia causar grandes gargalos financeiros para a obra e para a empresa como um todo. Uma boa maneira de fazer isso é realizando verificações periódicas dos indicadores de produtividade da frota.

 

Não descuide da manutenção

A manutenção da frota é outro item que não pode ser esquecido. Um planejamento eficiente é garantia de obra dentro do orçamento e prazo definido e com um produto final de qualidade.

Por isso, planejar adequadamente a realização das manutenções diárias e periódicos sugeridos pelos fabricantes é uma preocupação que deve ser controlada com rigor.

O ideal é que o gestor de obras mantenha um levantamento atualizado de toda a frota envolvida na obra e acompanhe os períodos em que cada uma das máquinas estará em manutenção, de modo que nem a manutenção deixe de ser feita no momento preciso, nem as frentes de trabalho sejam paralisadas ou tenham seu ritmo de produção abruptamente reduzido.

Além de planejar, é preciso ainda controlar os serviços de manutenção. Não basta apenas encaminhar a máquina para manutenção: é preciso a garantia de que os serviços foram realizados a contento.

Para tanto, mantenha em dia os registros e verifique os checklists das manutenções. Só assim você terá plena segurança que sua frota está tendo a manutenção adequada.

 

Faça uso de dispositivos móveis para os controles

Utilizar a enormidade de recursos que a tecnologia nos disponibiliza deixou de ser apenas uma questão de tendência e se tornou um requisito essencial para qualquer empresa que almeja sucesso em suas empreitadas, prestando serviços com qualidade e eficiência.

Por isso, muitas empresas vêm adotando soluções como a ferramenta de gerenciamento de suas obras, incorporando, inclusive, o uso de tablets e smartphones no canteiro de obras.

Investir em tecnologia é, portanto, um dos melhores caminhos a serem trilhados pelas empresas de construção, principalmente para aquelas que trabalham com construções pesadas, pois só assim será possível otimizar suas atividades e maximizando lucros.

 

Mobuss: o aplicativo ideal para gerenciamento de construções pesadas

Mobuss é uma excelente opção quando o assunto é construção pesada. Ele é um software voltado ao gerenciamento de obras através de dispositivos móveis, que opera de forma modular, contemplando funções como Apontamento, Qualidade, Assistência Técnica, Segurança, Vistoria e Entrega e Gestão de Documentos.

Em seu módulo Apontamento, é possível fazer anotações relativas às atividades em andamento, colaboradores envolvidos e equipamentos. Assim, pode-se acessar rapidamente as informações e gerar os indicadores de desempenho mencionados acima, ferramentas indispensáveis para uma tomada de decisão eficaz para as obras.

 

Ainda tem alguma dúvida ou questionamento para melhorar a gestão de construções pesadas?? Então deixe o seu comentário e compartilhe sua opinião conosco!