Medição de obra: o que é, como e por que fazer na construção civil?

Quando fazemos uma obra, por melhor que seja o planejamento, não é raro que prazos e orçamento precisem ser reformulados para se adequar à realidade. Se isso é feito de forma solta, sem cuidado com o impacto que as mudanças terão no todo, o resultado pode ser muito desagradável. Nas obras públicas, há ainda o risco de fraude por empreiteiros mal intencionados, que se aproveitam da dificuldade de fiscalizar para superfaturar o empreendimento. Assim, a medição de obra é a melhor maneira de se prevenir.

Ao olhar para um canteiro de obras, é difícil quantificar o andamento da construção. Uma parte está mais adiantada que a outra e algumas etapas realmente gastam muito tempo, não ocorrendo um atraso, apesar da demora. Não importa qual foi o planejamento inicial: para chegar ao resultado com o menor custo e tempo possíveis, é preciso fazer uma análise cuidadosa do momento atual e agir a partir dele.

Confira, abaixo, alguns dos critérios mais utilizados para fazer a medição de obra.

Revestimento de pisos e azulejos

Mede-se a área total (m²) de aplicação, desconsiderando os intervalos de portas e janelas. Quando o revestimento é intermitente (com mais de um material), pode-se medir a área total e dividir e fracionar de acordo com o padrão do desenho.

Alvenaria

Primeiro calcula-se a área total em m². Em seguida, a regra da medição de obra de alvenaria sugere descontar dos vãos apenas a área superior a 2m², já que o tempo de trabalho para requadrar as bordas é semelhante à construção de uma parede na área livre. Dessa forma, um vão de 3m², 5m² ou 7m² seria sempre calculado como 2m² de construção. Se o espaço vazio é equivalente a 2m² (ou menor), não será descontado.

Estruturas de concreto

O modo mais prático é medir os eixos (a distância entre um meio de viga e outro), mas para chegar a uma precisão maior é possível medir de face a face. A medição pode ser feita no canteiro, mas também é comum fazer pelas plantas de formas. Quanto ao pagamento parcial, carpinteiros trabalham com a lógica de recebimento por área de forma ou por empreitada, enquanto armadores recebem por quilo de ferro e os executores são pagos por m³ de concreto aplicado ou, ainda, pela hora de trabalho.

Demolição

O ideal é fazer a medição utilizando o projeto de construção anterior, mas quando ele não está disponível ou sofreu modificação, é possível fazer a aferição logo antes da demolição. Dependendo do material e do formato da construção, a medição de obra pode variar entre área real ou volume real.

Esses são apenas alguns dos critérios utilizados. Com a grande variedade de materiais e técnicas de construção presentes no mercado, é preciso se preparar para um bom nível de detalhamento antes de fazer a medição de obra. Uma boa dica é utilizar um software de gestão de obras, que ajuda na formulação de tabelas, faz cálculos de forma automática e pode orientar um profissional nas tarefas de medição. 

Se você quer se tornar um grande gestor de obras, conheça mais sobre a gestão de qualidade na construção civil!