Manutenção preventiva de equipamentos: saiba como fazer

Manutenção preventiva de equipamentos: saiba como fazer

Independente do setor, fazer a manutenção preventiva dos equipamentos da empresa é um recurso poderoso para promoção da economia e otimização dos processos.

Isso se dá no instante em que se evitam prejuízos materiais (com consertos mais emergenciais e dispendiosos), bem como a interrupção no funcionamento de equipamentos e, consequentemente, de sua produção.

Neste post, mostraremos as vantagens de se investir na manutenção preventiva de equipamentos, dando dicas de como implementá-lo com sucesso em seu negócio. Preparado? Então vamos lá!

Entenda as vantagens de realizar a manutenção preventiva de equipamentos

Com uma abordagem preventiva, no que se refere aos procedimentos de manutenção de equipamentos, você obtém inúmeros benefícios operacionais.

O principal deles é a possibilidade de identificar falhas no funcionamento de seus equipamentos com suficiente antecedência.

Assim, você poderá encomendar e agendar reposição de peças ou outros serviços de manutenção, cuja necessidade se verificou previamente, em horários que não comprometam sua capacidade produtiva — atuando de forma planejada e não sendo pego de surpresa.

Dessa forma, você, além de conseguir evitar prejuízos maiores, poderá manter um elevado nível de qualidade dos serviços prestados, não perdendo prazos de entrega (por problemas técnicos repentinos) e honrando sempre compromissos firmados com clientes.

Se você atua no setor de moda, por exemplo, uma parada abrupta em um dos equipamentos da confecção que demande manutenção corretiva (que é o conserto de uma máquina que já tenha apresentado defeito) poderia ser bastante prejudicial para o cumprimento de seus prazos de entrega — especialmente em casos de encomenda para algum evento importante.

Saiba como implementar a manutenção preventiva

A manutenção preventiva aprimora o uso do equipamento em diversos aspectos. Evitando problemas mecânicos, eletrônicos ou técnicos de outra ordem, otimiza-se o consumo de energia de máquinas e melhora-se o desempenho de suas operações de forma geral.

No entanto, é importante também ressaltar que a manutenção preventiva não impede totalmente que falhas ocorram, mas haverá uma notável redução desses problemas.

Para que você possa adotar essa prática no seu negócio, preparamos 3 dicas essenciais. Veja:

Faça controle periódico

Manutenção constante garante confiabilidade no uso de um equipamento, melhorando o desempenho deste durante sua vida útil.

Investir em manutenções periódicas sai mais barato do que uma solução técnica emergencial, em face de um problema grave.

Com o controle periódico, seria possível identificar esse problema em potencial o mais cedo possível e evitar que seu desenvolvimento cause maior dano ou desgaste na estrutura geral do equipamento.

Registre dados sobre o funcionamento dos equipamentos

Dessa forma, registrando cada incidente de uso ou mal funcionamento de alguma função do aparelho você poderá construir um verdadeiro banco de dados sobre o período de utilização do equipamento.

De posse dessas informações, organizadamente elencadas, será possível fazer o diagnóstico correto das reais condições de funcionamento do aparelho.

Dessa forma, alguns pontos analisados poderão revelar a necessidade de uma manutenção corretiva no futuro — a qual poderá ser agendada.

Invista no treinamento dos funcionários

Para colocar em prática a manutenção preventiva em sua empresa, será preciso conseguir o engajamento dos funcionários no projeto. Dessa forma, eles poderão identificar com maior facilidade os problemas e anormalidades no uso diário do equipamento, registrá-los e comunicá-los aos seus superiores.

O que você achou dessas informações sobre manutenção preventiva de equipamentos? Foram úteis? Então compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude outras pessoas a também dominarem o assunto!