Enterprise Resource Planning: afinal, o que é ERP?

Enterprise Resource Planning: afinal, o que é ERP?

Softwares que auxiliam a getsão de empresas são uma realidade. É difícil pensar num empreendimento que não utilize o serviço de, pelo menos, um programa de computador, seja para controlar o caixa, atender os clientes ou contabilizar o estoque. Existe hoje um único software que é capaz de todas essas tarefas ao mesmo tempo: o ERP.

Você já deve ter ouvido esse nome em algum lugar não é mesmo? Esse tipo de sistema já é comum em grandes organizações há muito tempo e aos poucos vem sendo também adotado pelas médias e pequenas empresas devido aos seus muitos benefícios.

No post de hoje nós vamos mostrar para você o que é o ERP, quais suas aplicações e funcionalidades, principais benefícios e mais algumas informações relevantes. Continue conosco e confira!

O que é ERP?

ERP é uma sigla para Enterprise Resource Planning —  pode ser tratado como um software que é capaz de consolidar todos os setores da empresa em apenas um sistema simples e fácil de operar.

Permite, assim, uma visão panorâmica do seu negócio, em tempo real. Quaisquer informações que você precisar, seja para fazer um balanço de vendas diário ou analisar o crescimento nos últimos meses, estarão à sua disposição sem que seja necessário fazer grande esforço.

Esse tipo de sistema é composto por uma série de módulos integrados e que utilizam de apenas uma base de dados comum. Cada um deles é responsável por uma área determinada da empresa. Sendo assim, ao implantar essa solução, o gestor terá a visibilidade sobre todos os aspectos de seu negócio.

Você pode personalizá-lo de acordo com as carências do seu empreendimento, e assim, não precisa lidar com recursos que você não vá aproveitar tanto. Ou seja, mantenha apenas os módulos que precisa e descarte aqueles que não fará uso, simplificando assim o sistema e minimizando o tempo de implantação.

Divisão do sistema

O ERP é dividido em algumas camadas, o que garante o seu pleno funcionamento e apoio as atividades do gestor, entre elas estão a apresentação, processamento lógico e armazenagem. Vamos explicar cada uma delas individualmente para uma melhor compreensão.

Apresentação

É a camada pela qual o usuário terá acesso ao sistema e utilizará para realizar as suas consultas e entradas de dados na aplicação. É formada por formulários e campos nos quais o usuário insere os dados. Essa camada fara a comunicação com o processamento lógico do sistema.

Processamento lógico

Esse é o coração da aplicação é a principal responsável pelos resultados obtidos. É aqui que o sistema realiza o cruzamento de informações para buscar dados relevantes para o gestor e distribui as informações entre os diferentes módulos do sistema.

Armazenagem

A camada de armazenagem é a responsável por salvar para posterior consulta todos os dados levantados e salvos. É de extrema importância que haja uma rotina bem estruturada de backup para a proteção dessas informações.

Quando implementar?

O custo de implementação de um ERP pode variar bastante, de acordo com o porte da empresa e suas necessidades. Por isso é importante fazer um relatório com três tópicos principais devidamente embasados: o quanto o ERP pode melhorar o lucro da empresa, qual o caixa disponível para investir no software e algumas propostas de fornecedores do sistema.

Jamais aposte em um Enterprise Resource Planning sem levar em conta ao menos essas três questões. Dependendo do provedor e se você não estiver certo do que precisa, o processo de implantação do software pode levar mais tempo do que o planejado, impactando o seu custo-benefício.

Quanto mais informações e engajamento você tiver, mais rápida será a instalação do ERP, e os resultados virão com mais velocidade também. Lembre-se de analisar muito bem o fornecedor em questões como reputação no mercado e atendimento ao cliente.

A importância do ERP

A concorrência no mercado é tão surreal que não há mais como perder tempo de produtividade com questões burocráticas ou meramente funcionais e com erros bobos na captação de dados. Para que delegar tarefas, como a folha de pagamentos ou gestão de estoque, a colaboradores que podem render muito mais em outra tarefa realmente produtiva?

O software automatiza a parte processual – contagem de vendas, faturamento, estoque, folha de pagamentos – e libera tempo para a sua equipe produzir e você tomar as decisões certas — essa talvez seja a maior importância do ERP.

O monitoramento em tempo real permite que você e toda a sua equipe consigam entender os pontos em que precisam melhorar com mais facilidade. Ou seja, se a demanda por determinado produto está muito alta, o pessoal do estoque pode ver e rapidamente solicitar mais unidades, quase que simultaneamente.

Os benefícios do ERP

Dentre os principais benefícios do ERP estão a praticidade na captação de dados precisos e atualizados para que você encontre focos que podem ser melhorados na empresa e tome decisões mais assertivas. Entre outros pontos que podemos destacar do uso dessa ferramenta estão:

Controle de processos

Um dos principais benefícios da adoção dessa tecnologia em uma empresa é a padronização dos processos e a facilitação no seu controle. Todas as atividades passam a ser desenvolvidas com o apoio da ferramenta e o seu padrão acaba por ser imposto a todos os colaboradores, evitando assim processosfalhos.

Redução de erros

Boa parte das rotinas e atividades podem ser automatizadas, o que diminui a interação humana e melhora os resultados, entre o que se espera de sua implantação está a redução de erros provenientes de falha humana. As decisões são tomadas de forma rápida e subsidiadas por informações relevantes.

Redução de estoque

Ao manter uma visão constante sobre todas as áreas da empresa é possível verificar quando são necessárias maiores ou menores compras de matéria-prima de acordo com a demanda. Isso contribui para a diminuição do estoque e possíveis desperdícios.

Redução de pessoal

Manter boa parte das tarefas automatizadas permite uma redução no número de trabalhadores necessários, o que tem um impacto direto sobre os custos operacionais de uma empresa. Menor necessidade de mão de obra é igual a menor gasto com tributos trabalhistas.

Aumento de produtividade

Cada área da empresa terá acesso aos dados gerados pelas outras, criando um ambiente com mais comunicação e colaboração entre os profissionais, aumentando assim a produtividade geral da equipe.

Os sistemas ERP vieram para ficar e melhorar os resultados das empresas. Vemos hoje cada mais organizações adotando essa tecnologia com o objetivo de ganhar competitividade e espaço no mercado.

Gostou deste conteúdo? Quer receber publicações exclusivas diretamente em seu e-mail e estar por dentro de informações relevantes para a sua vida profissional? Assine agora mesmo a nossa newsletter e não perca nenhum post!