Controle de inadimplência: conheça as 4 melhores práticas

Imagine que você fez o planejamento da sua empresa para o próximo semestre, obviamente, fazendo uma estimativa entre as despesas (custos com pessoal, investimento em infraestrutura, contas a pagar) e as receitas (vendas dos produtos ou serviços que você oferece).

No entanto, com o passar do tempo você verifica que o fluxo de caixa está menor que o estimado, o orçamento está ficando comprometido e, para ajustar as contas, você terá que fazer cortes em algumas despesas. Ao investigar a causa você verifica que o que está comprometendo a saúde financeira do seu negócio é a inadimplência de seus clientes.

Este é um cenário que afeta metade das empresas brasileiras, compromete a qualidade do serviço prestado e pode prejudicar a imagem do seu negócio. No texto de hoje, vamos mostrar 4 dicas para ter um controle de inadimplência maior em seu empreendimento. Boa leitura!

Use a tecnologia para melhorar o controle de inadimplência

Antigamente os donos de estabelecimentos tinham que criar métodos próprios de gestão para manter o controle de seus negócios. Um exemplo clássico é o livro-caixa, em que todas as vendas eram anotadas em um caderno enorme. O controle disso tudo era feito de forma manual e demandava uns bons dias de trabalho.

Hoje em dia, os ERPs são ferramentas essenciais para uma boa gestão em qualquer empresa e podem ajudar no controle de inadimplência. Isso porque elas automatizam as informações sobre vendas, estoque, receitas e despesas e mostram um panorama do seu negócio em tempo real.

Crie vantagens para bons pagadores

Uma das formas de evitar que um bom pagador se torne um cliente inadimplente de uma hora para outra é incentivar a fidelidade. Uma dica é dar descontos para quem pagar de forma antecipada. Com isso, além de garantir a venda, você também tem a vantagem de receber o dinheiro antes do esperado.

Seja transparente

Antes de fechar um negócio, deixe claro todos os detalhes da transação, como o valor, as formas de pagamento, datas de vencimento de cada fatura e possibilidades de parcelamento. Evitar as surpresas de última hora é um modo de evitar o aumento da inadimplência.   

Saiba como cobrar os clientes inadimplentes

Talvez a parte mais delicada seja a cobrança de uma dívida de um cliente. No entanto, como diz o ditado, "quem não chora não mama", ou seja, se você deixar aquele crédito a receber de lado, as chances de você nunca mais vê-lo são grandes.

Mas como cobrar? Uma boa estratégia é criar um método que avise o cliente que a data de vencimento está próxima. Muitas vezes as pessoas deixam de pagar por esquecer daquele compromisso, e o lembrete pode funcionar.

Se a inadimplência for sistemática, você terá que cobrar com mais frequência e, em alguns casos, até avaliar se vale a pena manter esse cliente. Considere também oferecer um abatimento para dívidas mais antigas.

Gostou do assunto? Siga nossos perfis nas redes sociais e acompanhe este e outros assuntos que tenham a ver com a realidade do seu negócio. Estamos no Twitter, no Facebook e no LinkedIn!