Conheça os principais tipos de integração de sistemas

Conheça os principais tipos de integração de sistemas

A tecnologia tem se mostrado uma poderosa aliada para as empresas e hoje é comum que uma companhia utilize sistemas capazes de melhorar e automatizar seus processos internos. Uma integração de sistemas é, então, muito necessária para que as informações não se percam e os processos sejam de fato otimizados.

Mas não fique preocupado se você não compreende ainda como deveria funcionar essa comunicação. Neste post, vamos mostrar o que é a integração, seus benefícios e como realizá-la. Continue conosco e confira!

O que é integração de sistemas

É comum que uma empresa disponha de um conjunto robusto de ferramentas digitais com propósitos distintos entre si, por exemplo, um sistema de estoque, outro financeiro, um terceiro de logística e por aí vai.

O problema de atuar segundo esse modelo é que muitas informações podem acabar tendo de ser replicadas em cada um deles, o que se traduz em mais trabalho, perda de eficácia e ocorrência de erros e dados duplicados.

O ideal, então, é que cada um dos softwares possa se comunicar com o outro e pedir as informações necessárias para as suas rotinas, melhorando a agilidade e o fluxo de dados dentro da empresa. Isso é a integração dos sistemas.

Benefícios da integração

Essa prática pode trazer uma série de vantagens para as empresas que a adotam. Vamos citar rapidamente alguns dos principais benefícios de se realizar uma integração entre os diversos softwares em utilização no ambiente de negócio:

  • agilidade: não existe o retrabalho de inserir diversas vezes a mesma informação em todas as plataformas utilizadas, garantindo uma gestão integrada;

  • confiabilidade: como cada sistema busca informações diretamente na fonte, deixa todos os processos mais confiáveis;

  • otimização: os colaboradores têm mais tempo para se dedicar a outros processos;

  • redução de custos: o ganho em produtividade da equipe e a diminuição de erros incorrerá diretamente em redução de custos operacionais do negócio.

Tipos de integração de sistemas

Existem basicamente três maneiras de realizar uma integração entre os sistemas utilizados em sua empresa. Cada uma delas possui suas particularidades e vamos citá-las.

Banco a banco

Nesse caso, a integração é realizada pelo banco de dados. É preciso contratar um profissional especializado, conhecido como DBA. Ele fará as modificações necessárias nas estruturas dos BDs de cada aplicação. O problema aqui é a falta de segurança em permitir o acesso de outra aplicação a um banco de dados alheio.

Troca de dados eletrônicos

A troca de dados eletrônicos é uma plataforma a mais que deve ser inserida na empresa, que busca fazer a tradução das mensagens de cada uma das ferramentas e repassar os dados a outra solução. O principal empecilho para o uso dessa tecnologia é a complexidade para montar seu ambiente.

API

A mais utilizada, simples e segura solução para integração dos sistemas é por meio da criação de APIs. Elas são objetos de comunicação que recebem requisições e respondem com dados prontos, facilitando assim a busca de dados entre as plataformas utilizadas na empresa.

Esses são os principais tipos de integração de sistemas e, como você pôde observar, a API é a mais vantajosa entre eles, permitindo uma comunicação rápida e eficaz com implantação simples.

Mega tem amplo conhecimento no desenvolvimento de soluções de integração e pode ajudar sua empresa a melhorar seus processos. Entre em contato conosco e conheça mais sobre nossas soluções!