Como realizar a gestão financeira de obra? Confira

O orçamento, o planejamento e o controle são etapas indispensáveis e decisivas para um projeto de construção civil dar certo. Por isso, uma boa gestão financeira de obra precisa ser feita sempre com atenção redobrada para garantir que esses três pontos estejam alinhados. 

Essa organização e gerenciamento dos recursos destinados à construção determina o andamento e a conclusão dentro do previsto inicialmente. Sem deixar de lado o direcionamento correto dos investimentos, garantindo o fluxo de caixa. 

Com tantos benefícios, neste artigo, mostraremos como é possível fazer tudo isso integrando o planejamento com a gestão financeira eficiente, para ter os melhores resultados a partir disso. Confira! 

Por que contar com uma boa gestão financeira de obra? 

Contar com uma boa gestão financeira de obra é essencial para garantir que a execução seja concluída dentro do orçamento estabelecido, no prazo previsto e com qualidade. Algumas das principais vantagens de contar com uma boa gestão incluem: 

Além disso, a sua importância vem dos desafios reais de lidar com diversos problemas de uma obra, como: 

Quais são as dicas para realizar uma boa gestão financeira de obra? 

A gestão integrada na construção civil é uma das principais maneiras de realizar uma boa gestão financeira de obras. Ela deve ser feita de forma estratégica, alinhando o planejamento e a gestão.  

Isso significa que o canteiro de obras e o escritório devem estar conectados para as decisões e as projeções serem eficientes nos níveis estratégico, tático e operacional. Confira algumas dicas de como fazer isso com sucesso: 

Análise da viabilidade financeira

O início de uma obra requer que seja realizada uma análise da viabilidade financeira do projeto. Isso significa levantar todos os custos, benefícios e riscos, entendendo se o investimento trará retorno positivo para a empresa. 

Criação de um orçamento detalhado e realista

Na sequência, é importante criar um orçamento de obras detalhado e realista que contemple todos os custos previstos, incluindo materiais, mão de obra, equipamentos e despesas gerais. Esse é um dos principais elementos para a saúde financeira de uma empresa, mas nem sempre recebe a devida atenção. 

Previsão orçamentária

Além de tudo isso, é importante fazer uma previsão orçamentária. O propósito é fazer um acompanhamento financeiro e avaliar se é necessário realizar ajustes no orçamento durante a obra com base no que é definido nessa seção. 

Estabelecimento de um sistema de controle de custos 

É importante estabelecer um sistema de controle de custos que permita monitorar e controlar os custos da obra em tempo real. Assim, não há como extrapolar a verba definida na etapa anterior, pois tudo é anotado e monitorado constantemente. 

A melhor forma de fazer isso é por meio de um cronograma físico/financeiro, que lista as etapas em sequência para determinar quanto será gasto em cada uma delas durante o período imposto. 

Negociação

Não se esqueça de negociar com fornecedores e contratadas os melhores preços e condições de pagamento possíveis, além de conseguir descontos e condições especiais para pagamentos à vista. Isso ajudará a arcar com o valor disponível para a conclusão do projeto. 

Identificação e gerenciamento de riscos

É importante identificar e gerenciar os riscos potenciais que podem afetar o orçamento e o cronograma da obra. Para isso, use índices financeiros importantes como: 

 Comunicação e colaboração

É indispensável estabelecer uma boa comunicação e colaboração entre todos os membros da equipe, incluindo o cliente, os engenheiros, os contratados e os fornecedores.  

Dessa forma, é possível antecipar problemas, alocar recursos com eficiência, estabelecer expectativas claras, negociar contratos mais favoráveis, tomar decisões mais ágeis, entre outros benefícios que impactam diretamente na saúde financeira da empresa. 

Monitoramento do progresso da obra

Lembre-se de fazer um monitoramento de obra, acompanhando-o regularmente para garantir que ela está seguindo o orçamento e o cronograma estabelecidos. É aconselhável analisar os relatórios e compará-los com o plano. Com isso, entenda as causas de descumprimentos de objetivos e replaneje o que for necessário. 

Controle de qualidade

Estabeleça um sistema de controle de qualidade para garantir que a obra atenda aos padrões predeterminados. Afinal, de nada adianta fazer e cumprir prazos, mas entregar tudo mal feito, sem uma boa estrutura e dentro do planejamento. 

Revisão de relatórios financeiros

Para garantir o êxito da obra, é fundamental revisar relatórios financeiros regularmente. Dessa forma, você se certifica de que tudo está dentro do orçamento estabelecido, podendo também identificar quaisquer problemas financeiros que possam surgir. 

Adoção de tecnologias

Utilizar a tecnologia na construção civil, com ferramentas como softwares de gestão financeira de obra e um ERP, pode ajudar a automatizar processos e a aumentar a precisão e a eficiência no gerenciamento de todos esses pontos, reduzindo erros e prejuízos. 

Como funciona a integração entre planejamento e gestão financeira?

A tecnologia apropriada para fazer a integração entre planejamento e execução é mais do que importante para que tudo que aconteça esteja disponível em um só lugar, acessível a todos os envolvidos no projeto. Assim, quem está no escritório lança tarefas e quem está no canteiro de obras as executa e lança dados para monitoramento. 

Com essas informações, é possível programar o momento de comprar materiais, saber quantos profissionais precisam ser contratados, quais os equipamentos necessários, entre outras tomadas de decisões. 

Sem mencionar que qualquer imprevisto que influencie no andamento do projeto fica claro para os responsáveis se organizarem e ajustarem rotas, corrigindo os problemas encontrados. 

Desse modo, a integração funciona como uma previsão. Se uma etapa não for concluída dentro do prazo estipulado, por exemplo, a compra ou locação de equipamentos pode ser adiada, evitando que o investimento seja perdido. 

O objetivo de uma boa gestão financeira de obras integrada a um bom planejamento é garantir que todas as informações estejam centralizadas e consolidadas em um único espaço, para que sejam acompanhadas, em tempo real, e seja possível tomar decisões melhores. 

Continue aprendendo sobre o assunto. Veja 5 dicas incríveis para melhorar a gestão do canteiro de obras e mantenha tudo sob controle!