Como a impressão 3D vem transformando a construção civil?

Como a impressão 3D vem transformando a construção civil?

Conquistando cada vez maior popularidade, as impressoras 3D surgiram há mais de três décadas, e se mantêm em constante inovação até os dias de hoje.

Ainda que imprimir casas e prédios inteiros fosse considerado ficção científica no passado, hoje isso é pura realidade. E, em síntese, essa é a proposta da impressão 3D aplicada à construção civil.

Por meio da impressora 3D, torna-se possível tanto produzir casas com minuciosos detalhes quanto erguer uma igreja de arquitetura barroca. Isso sem precisar de artesãos ou se render a restrições geométricas.

Acompanhe os tópicos seguintes e entenda como a impressão 3D vem fazendo a diferença no universo da construção civil!

O processo construtivo da impressão 3D

Entre os processos construtivos de impressão 3D, o Contour Crafting é um dos mais conhecidos e utiliza um dispositivo de grandes proporções para a confecção de estruturas de engenharia civil.

O método criado pelo Professor Behrokh Khoshnevis viabiliza a automação de boa parte da construção de paredes, lajes, pilares, vigas, entre outros elementos de edificações.

O processo se baseia na construção por meio da aplicação de camadas, sendo que um mecanismo extrusor de injeção, acionado por um sistema robótico gerenciado por computador, aplica a argamassa, respeitando a geometria do projeto 3D a ser realizado.

Materiais impressos com a tecnologia 3D

Não basta inserir um material qualquer, é preciso que esse tenha vários parâmetros mapeados e configurados no software que gerencia a impressão 3D.

Isso é necessário já que o traço do material final deverá apresentar determinadas características, tais como: viscosidade, composição e grau de precisão. Resumindo, a depender do modelo da impressora, a composição da impressão pode ter como matéria-prima polímeros, metais, borracha, papel, entre outros.

Qualidade das peças plotadas em 3D

O traço produzido por meio da impressão 3D deve gozar de dois atributos: maleabilidade, para viabilizar sua adequada manipulação e extrusão, e resistência após a sua aplicação.

Afinal, conforme aludido anteriormente, o modelo aditivo de impressão funciona de maneira a bombear o material para uma extrusora e depositá-lo em camadas. Mais tarde, esse material endurece, oferecendo a devida resistência mecânica.

Ou seja, com essa combinação de materiais se obtém uma argamassa de fácil manipulação/extrusão e, mais tarde, uma estrutura rígida o suficiente para servir como alvenaria.

Os projetos com impressão 3D na prática

Um bom exemplo da aplicação da impressão 3D na construção civil aconteceu na China, onde um edifício de cinco andares foi concebido pelo uso de impressora 3D, sem a ajuda de outro tipo de ferramenta.

Como não poderia deixar de ser, para a realização desse empreendimento foi preciso contar com uma impressora de grandes proporções (6,6 metros de altura, 10 metros de largura e 40 metros de comprimento).

Com esse equipamento robusto de impressão 3D foi possível realizar todos os contornos do edifício e ainda fabricar todas as peças inerentes à sua montagem.

A tecnologia como ferramenta de otimização

Conforme é possível perceber, a tecnologia na forma da impressão 3D é um grande avanço no mercado de construção civil, mas não se deve acreditar que uma ou outra solução exclusiva é o segredo da inovação.

Afinal, é a integração e multidisciplinaridade que fazem o negócio, de fato, alavancar. Por exemplo, a implementação de um ERP, a aplicação de softwares de gestão financeira e o investimento em mobilidadesão algumas das iniciativas que, combinadas, promovem a inovação e o crescimento das empresas.

Enfim, agora que você já conhece como a impressão 3D vem revolucionando a construção civil, não deixe de ficar a par de outras tendências e siga-nos nas redes sociais (TwitterFacebookYouTubeLinkedIn e Google+).